Coleção da família Canto

Na imagem, eu e Carla conversamos com Paulo Canto em Santarém: a sua casa abriga uma pequena coleção própria de artefatos cerâmicos e líticos encontrados no sítio da família. Os objetos estão expostos na sala de sua casa na cidade, num pequeno móvel envidraçado. Assim como sua família, outras pela Amazônia também formaram suas coleções, muitas delas ainda anônimas. Até hoje, qualquer reforma ou nova construção que se realize em certas áreas centrais da cidade de Santarém, por exemplo, ao se escavar o solo para construir os alicerces de uma casa ou reparar tubulações, é bem possível que se encontre vestígios daqueles que habitaram uma grande aldeia no passado.

Texto: Silvio Luiz Cordeiro. Imagem: Cristina Demartini.